Manifestação popular em forma de passeata em Ouroeste mobiliza a população local com o "Projeto Quebrando o Silêncio"
Aconteceu  no dia 28 de agosto em Ouroeste o Projeto Quebrando o Silêncio! Trata-se de um projeto educativo e de prevenção contra o abuso e a violência doméstica, promovido anualmente pela Igreja Adventista do Sétimo Dia em oito países da América do Sul, (Argentina, Brasil, Bolívia, Chile, Equador, Paraguai, Peru e Uruguai) desde o ano de 2002.

A mensagem principal é: Quebre o Silêncio e Denuncie!

Em Ouroeste há diversos casos de violência contra mulheres registrados na polícia civil. A polícia militar também registra muitos boletins de ocorrência! No entanto, a maior parte das agressões e abusos ficam ocultos dentro da famílias protegidos por tabus sociais! Há sofrimento e violências que não pode mais ser ocultas ou tolerados, o culpado tem que parar!

Parabéns à Comunidade da Igreja Adventista do Sétimo Dia pelo belíssimo trabalho realizado em Ouroeste!

Abaixo: Últimas notícias do site: http://www.regiaonoroeste.com/portal/home.php

Abaixo: Últimas notícias do site: http://g1.globo.com/sao-paulo/sao-jose-do-rio-preto-aracatuba/tem-noticias-1edicao/

Sobre o Rio Grande de Ouroeste ergue-se uma Bela Ponte Ferroviária. 

Trata-se da contrução Ferro-Norte que está passando pelo município de Ouroeste

 
A construção da Ferrovia Norte-sul, a qual passará pelo Município de Ouroeste, está em pleno andamento.
A ferrovia Norte-Sul entrará em território paulista em um ponto situado sete quilômetros abaixo da ponte de Água Vermelha, percorrendo os municípios de Populina, Dolcinópolis, Estrela D´Oeste, Fernandópolis, Jales, Guarani D´Oeste, Ouroeste, Turmalina e Vitória Brasil.
Os nove municípios, entre eles Ouroeste, totalizam 136.659, em uma área de 2.178 quilômetros quadrados. As obras movimentam a economia regional, com impacto positivo nos setores de comércio e serviços e na geração de milhares de empregos diretos e indiretos. A previsão é que sejam criados 2,5 mil empregos diretos e 13 mil indiretos.
Estão sendo ferecido muitos empregos para a região, pois, a contratação de mão-de-obra local durante o período de construção do trecho ferroviário, previsto para 30 meses, abrangerá, principalmente os profissionais de nível médio e fundamental.
As empreiteiras contratadas deverão receber, junto com o edital de concorrência, um anexo especial onde estão incluídas as instruções para a contratação de mão-de-obra com ênfase na preferência por pessoas da região.
A ferrovia interligará as malhas ferroviárias do Sul e do Sudeste com a do Norte e do Nordeste, bem como as vias navegáveis da Amazônia, tornando capazes de competir com os caminhões. O projeto anunciado é, na verdade, a continuação da ferrovia Norte-Sul que está em construção, ligando Estrela d’Oeste a Ouro Verde (GO)
 
De acordo com o Ministério dos Transportes, o objetivo do programa é aumentar a escala dos investimentos públicos e privados em infraestrutura de transportes e promover a integração de rodovias, ferrovias, portos e aeroportos, reduzindo custos e ampliando a capacidade de transporte, além de favorecer a eficiência e aumentar a competitividade do País. Os investimentos em aeroportos e portos serão anunciados em outra etapa do programa.

Os R$ 133 bilhões serão destinados à construção de ferrovias, com investimentos de R$ 91 bilhões, e duplicação e construção de rodovias, com aplicação de R$ 42 bilhões. Deste total, R$ 79,5 bilhões serão aplicados nos próximos cinco anos e R$ 53,5 bilhões em até 25 anos, com a seguinte divisão: nas ferrovias, R$ 5
6 bilhões serão investidos em cinco anos e os restantes R$ 35 bilhões em 25 anos; nas rodovias, R$ 23,5 bilhões serão investidos em cinco anos, e R$ 18,5 bilhões em 20 anos.